HISTÓRIA DA KRIPTA - PARTE II
Alguns números da antiga revista Kripta, ainda pela RGE, nos mostrou sagas completas que se estendeu por alguns bons números, desenhadas por ilustres quadrinhistas. Para exemplificar apenas algumas, temos a história da Múmia, escrita por Steve Skeates e ilustrada por Jaime Brocal (uma curiosidade: quando esta história foi publicada, a RGE ainda não possuía a última parte da história, que foi quase cancelada pela censura americana. quando a história foi finalmente liberada, em Kripta 36 havia uma chamada de capa: "Liberado o último capítulo da Múmia!"). Também a saga de Moonshadow ultrapassou bons números da revista, contando a história de um homem em seu tempo, em que era chamado de Moonshadow por jamais falhar, história de Bob Toomey, com a maravilhosa arte de José Ortiz. Havia também a história do assassino que adorava empurrar suas vítimas para baixo das rodas do metrô, uma saga chamada Ponto de Ebulição, escrita por Bruce Jones e desenhada por Leopold Sanches. Não perca no próximo capítulo de "História da Kripta" algumas imagens das sagas que imortalizaram não só os artistas, mas a própria concepção sa revista.

Abaixo há uma pequena galeria de personagens fixos da revista, como Rook, o cientista que viajava no tempo, criado por Bill Dubay e Darklon, o místico, criação do genial Jim Starlin. Volte e veja a Parte I da reportagem.
As cartas que tenham como conteúdo a revista Kripta, serão respondidas direto na revista. Um abraço a nossos leitores.
Hook, o viajante
O Spectro
Darklon, o místico
Abelmar Jones
Vampirella
Peter Hypnos
.